9.5.06

Dificuldades

O funcionamento deste blogue registou lentidão desde o fim da manhã até ao fim da tarde de hoje, nomeadamente a partir do campus de Gualtar. Vários leitores se queixaram de que tiveram dificuldades de acesso. Esperemos que tenha sido um problema pontual.

19 Comments:

At 09/05/06, 22:43, Anonymous Anónimo said...

O mesmo aconteceu com outros blogs.

 
At 09/05/06, 22:44, Anonymous Anónimo said...

Eu faço parte dos milhares que não consegui ler nada a tarde toda.

 
At 09/05/06, 22:54, Anonymous Anónimo said...

Pois eu acedi com facilidade.Fora da UM.

 
At 09/05/06, 23:03, Anonymous Anónimo said...

Só te falta "incriminar" o funcionários da UM, é o teu estilo.

 
At 09/05/06, 23:06, Anonymous Anónimo said...

Não poderiam ter a delicadeza de conversar noutro lado?

 
At 09/05/06, 23:07, Anonymous Anónimo said...

Não é incriminar é para levantar a suspeita. O estilo nunca é apontar "factos" é mais fácil a "suspeita", como fazia HITLER.

 
At 09/05/06, 23:09, Anonymous Anónimo said...

Não poderiam ter a delicadeza de insultar as pessoas noutro lado e não num blog de um CANDIDATO que será sempre responsável pelos vossos actos?

 
At 09/05/06, 23:16, Anonymous Anónimo said...

SUBCREVO...

 
At 09/05/06, 23:23, Anonymous Anónimo said...

LANÇAr A SUSPEITA: P"ois eu acedi com facilidade.Fora da UM."

 
At 09/05/06, 23:56, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 10/05/06, 00:48, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 10/05/06, 01:00, Anonymous Anónimo said...

O desespero de alguns artistas é tão grande, tão grande, que já nem os disparates que aqui debitam são legíveis. Bom sinal para a candidatura do Prof. Moisés Martins. Sinal de que os tempos são de mudança. Sinal de que o vento sopra forte e as àguas já se agitam no lago onde navega a sua (deles) Nau Catrineta. Ainda nem a tempestade chegou e já corre e grita desvairada a marinhagem que sente as velas rasgar. Sortudos serão se, quando forem atirados borda fora do navio, encontrarem um bote de piedosos pescadores que os recolha. Por ora apenas praguejam sem sentido, mas de tanto berrarem arriscam-se a perder o pio. Eles lá sabem o que querem. A continuarem assim a candidatura só lhes pode agradecer a preciosa ajuda que tão ingenuamente lhe dão. Aos anónimos como eu resta ter paciência e dar-lhes o devido desconto. Uma boa noite!

 
At 10/05/06, 01:06, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 10/05/06, 09:01, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 10/05/06, 11:32, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 10/05/06, 12:25, Anonymous Anónimo said...

Deve ter acordado agora...os dispartes de difamação ao GSI estivarem activos MUITAS horas. Depois fazem o papel de santos e apagam...

 
At 10/05/06, 13:01, Anonymous Anónimo said...

Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Norte
Filiado na Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública ,
Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional,
Confederação Portuguesa dos Quadros Técnicos e Científicos

Ao Pessoal não Docente da Universidade do Minho
O Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Norte reuniu no dia 3 de Maio do corrente ano com o candidato a Reitor da Universidade do Minho, Prof. Doutor Moisés Martins, que muito amavelmente e em curto espaço de tempo acedeu ao nosso pedido, o que este Sindicato não tem conseguido com a actual Reitoria, que nem se digna responder às nossas solicitações.

Na reunião referida o STFPN expôs o sentir dos trabalhadores em relação a diversos problemas laborais que afligem os nossos associados, revelando o Prof. Moisés sensibilidade e conhecimento dos mesmos.

Assim, e no caso de ser eleito Reitor, mostrou disponibilidade para reunir regularmente com o STFPN, estando disposto a criar uma Provedoria na UM onde possam ser colocadas as diversas situações laborais no sentido de resolução célere das mesmas.

Entre diversos assuntos, foi dado conhecimento e colocadas questões relacionadas com

- mal estar geral e sentimento de medo e coação por parte dos funcionários;
- aplicação do SIADAP na UM e a posição do Sindicato em relação ao modo como está a
ser gerida esta legislação;
- situação dos Bolseiros na UM e possíveis soluções para a sua instabilidade profissional
- Serviços Sociais da UM
- condições de trabalho

Entretanto, e mais uma vez, foi solicitado ao actual Reitor uma audiência para debater e
colocar estes problemas, aguardando-se resposta da Reitoria.

Oportunamente, os sócios do STFPN serão informados do desenvolver dos acontecimentos
Saudações Sindicais

 
At 10/05/06, 13:02, Anonymous Anónimo said...

A vitória é difícil, mas é nossa!
Força Prof. Moisés! e Força Prof. Pedro Oliveira

Saudações Sindicais

 
At 10/05/06, 13:04, Anonymous Anónimo said...

Os Sindicalistas que representam o Pessoal não Docente da Universidade do Minho são todos seus apoiantes, PARABÉNS!

Saudações Sindicais

 

Enviar um comentário

<< Home