7.5.06

Desafios de Bolonha na UM
- algumas reflexões de Alberto Proença

O processo de Bolonha e o modo como ele foi, até agora, conduzido na Universidade do Minho constitui um dos pontos em que a candidatura de Moisés de Lemos Martins se distancia da orientação seguida pelo actual Reitor.
Alberto Proença, professor catedrático da Escola de Engenharia da Universidade do Minho, defende, a este propósito, que a análise das implicações de um modelo centrado na aprendizagem "é crucial para melhorar a competitividade da oferta formativa na UM, lutando pela excelência em todas as suas vertentes: nas "matérias primas" que recebe anualmente (capacidade de atrair os estudantes mais empenhados); no processo de "transformação dessas matérias" (nas metodologias de ensino/aprendizagem e na participação dos docentes e estudantes); e na gestão integral do processo formativo (estratégia institucional clara e participada, com consequente apoio/investimento e avaliação)".
Propondo um debate na academia, orientado para o reforço da "competitividade da oferta formativa da UM", Alberto Proença aponta, num texto intitulado "Desafios de Bolonha na UM: por uma Aprendizagem de Qualidade", quatro áreas de intervenção, a considerar em tal debate:
  • As metodologias de ensino/aprendizagem;
  • Participação dos docentes e estudantes nestes debates e no delinear participativo de estratégias;
  • Definição de uma estratégia institucional clara e participada;
  • Apoio, investimento e avaliação institucional da transição para o novo paradigma de Bolonha.
"Vamos deixar escapar esta oportunidade de participarmos na revisão do papel da instituição a que pertencemos, no modelo actual de sociedade?", pergunta o autor, a terminar.

(Ler o texto na íntegra, clicando AQUI)

33 Comments:

At 07/05/06, 23:39, Anonymous Anónimo said...

pela qualidade os seus pensamentos e pela sua qualidade e pelos últimos 20 anos (não contam os últimos quatro) acho que deveria ser o candidato a Reitor. que me perdoe o Prof. Moisés

Contamos consigo. Saudações Sindicais

 
At 07/05/06, 23:49, Anonymous Anónimo said...

é verdade os últimos 20 anos (não contam os últimos quatro) fpram realmente execelentes para a Universidade ainda não passou muito tempo...devemos ter a capacidade de nos lembrar...

 
At 07/05/06, 23:50, Anonymous Anónimo said...

com orçamentos de 300.000 a 400.000 euros o centro de informática teve uma projecção de excelência...

 
At 07/05/06, 23:52, Anonymous Anónimo said...

E o GEIRA? quase meio milhão de contos? onde estão? o que sobrou deste projecto?

 
At 07/05/06, 23:54, Anonymous Anónimo said...

os prof, que são apelidados de "curiosos" por esta candidatura e que fazem parte da comissão e-u, SIM fizeram alguma coisa pela UM. Basta olhar para o que está a funcionar nesta universidade.

 
At 07/05/06, 23:59, Anonymous Anónimo said...

Prof. Proença a REITOR a universidade precisa de pessoa destas.

Contamos consigo. Saudações Sindicais

 
At 08/05/06, 00:14, Anonymous Anónimo said...

pena foi acabarem com o CI precisamos de o re-criar!!!!!!!

Saudações Sindicais

 
At 08/05/06, 00:27, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 08/05/06, 00:37, Anonymous Anónimo said...

com orçamentos de 300.000 a 400.000 euros? ó colega acho que te enganas.te na moeda...devem ser contos...

 
At 08/05/06, 00:39, Anonymous Anónimo said...

e mais TS ou ALB...

 
At 08/05/06, 00:41, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 08/05/06, 00:42, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 08/05/06, 00:45, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 08/05/06, 00:46, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 08/05/06, 00:48, Anonymous Anónimo said...

O CANDIDATO vai-te por nos "eixos"!!!!!!!!!!!!!

Contamos consigo. Saudações Sindicais

 
At 08/05/06, 10:41, Anonymous Anónimo said...

Não conseguem discutir ideias e projectos? Só conseguem atacar pessoas e a estrutura da universidade? é isso que vos motiva? é isto que une este anónimos e esta candidatura?

 
At 08/05/06, 10:42, Anonymous Anónimo said...

porque é que cenuram este comentários? não querem as pessoas se apercebam?

 
At 08/05/06, 10:55, Anonymous Anónimo said...

Já viram esta preciosidade?

Aproveitando a oportunidade para corrigir o endereço do e-mail anteriormente enviado:

comissaoeleitoral@reitoria.uminho.pt

Queremos responder aos colegas que solicitaram informação sobre "voto por correspondência":

I) O voto por correspondência está, como sabe, previsto e regulamentado no artº 7º do "Regulamento para a Eleição do Reitor", nos termos que passo a transcrever:

« Artº 7º

1. Cada boletim de voto deve conter a lista nominativa dos candidatos, por ordem alfabética.

2. É permitido o voto por correspondência em casos devidamente justificados, cabendo à Assembleia decidir sobre a aceitação da justificação apresentada.

3. O voto por correspondência deverá dar entrada na mesa da Assembleia até ao início da reunião para a eleição.

4. Para o efeito, o boletim de voto, dobrado em quatro, deverá estar contido em envelope fechado não identificado, por sua vez contido num envelope identificado com o nome e assinatura do eleitor. »

II) No contexto acima referido, e à semelhança de anteriores eleições, irei propor à Comissão Eleitoral, na próxima reunião desta Comissão, marcada para o dia 17 de Maio, a aprovação das seguintes regras relacionadas com esta matéria, a divulgar por Circular (eventualmente a par de outras, sobre outras matérias que a Comissão Eleitoral decidir incluir na Circular):

1. "Voto por correspondência"

1.1 A Comissão proporá à aprovação da Assembleia, no início do acto eleitoral, os seguintes critérios para aceitação do voto por correspondência:

a)Situações de falta justificada por motivo de doença devidamente comprovada, de falecimento de familiar ou por outra razão considerada válida;

b) Ausência motivada por imperiosas razões de serviço público devidamente comprovadas.

1.2 O voto por correspondência poderá ser entregue em mão na Mesa da Assembleia, no início da reunião para a eleição, ou, anteriormente, no Secretariado da Assembleia da Universidade, contra a entrega de recibo comprovativo, ou ainda ser enviado, em tempo útil, ao mesmo Secretariado, por correio, em carta registada e com aviso de recepção.

1.3 Os boletins de voto e os respectivos envelopes serão fornecidos pelo referido Secretariado.

1.4 O envelope que contém o boletim de voto não deve conter qualquer outro elemento. A justificação do voto por correspondência deve ser incluída no envelope que contém o nome e a assinatura do eleitor. Na hipótese do envio pelo correio do boletim de voto, este último envelope deverá ser incluído dentro de outro envelope endereçado ao Secretariado da Assembleia."

III)Assim, e tendo em conta o acima referido, informo e esclareço desde já o seguinte:

1 - Só a partir do dia 17 de Maio, é que os membros da Assembleia serão informados por Circular, dos exactos procedimentos a seguir, no que respeita ao voto por correspondência (que, no entanto, não deverão divergir muito do que consta do texto acima proposto).

2- Também só a partir do dia 17 é que se poderá mandar imprimir os boletins de voto (na medida em que o prazo para a propositura de candidaturas termina

a 16). Assim que os boletins de voto estiverem impressos, poderão ser fornecidos a quem os tiver solicitado.

3- A solicitação dos boletins de voto e dos envelopes poderá, no entanto, ser desde já formalizada, através de requerimento a dirigir ao Vice-Presidente da Mesa da Assembleia e entregue no Secretariado da Assembleia.

É, por agora, o que se me oferece dizer sobre este assunto.

Com os melhores cumprimentos,
Victor Soares

 
At 08/05/06, 10:55, Anonymous Anónimo said...

pérola....

 
At 08/05/06, 10:57, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 08/05/06, 10:59, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 08/05/06, 11:02, Anonymous Anónimo said...

Exmº(ª). Sr(ª) Director(a) de Curso,

Como foi já anunciado, decidi apresentar uma candidatura à eleição para Reitor da Universidade do Minho.

Acompanha-me, neste iniciativa, uma equipa de credenciados professores, com provas dadas em diferentes áreas da nossa Universidade, bem como um grupo numeroso de subscritores do Manifesto que apresentei.

Na minha equipa reitoral, proponho a criação de uma Pró-Reitoria para os Estudantes, a qual será exercida pelo Prof. Pedro Oliveira, da Escola de Engenharia, caso a Academia faça a minha proposta vencedora.

Entendo que são muitos e importantes os problemas e expectativas dos estudantes, o menor dos quais não é seguramente o já conhecido "processo de Bolonha" que, no entender da minha candidatura, foi muito deficientemente tratado pela actual Reitoria.

A fim de ouvir os pontos de vista dos estudantes e de dar conta das perspectivas que esta candidatura lhes abre, tomei a iniciativa de promover um encontro para o qual estou a convidar:

- os dirigentes da Associação Académica

- os dirigentes de estruturas associativas ligadas aos cursos

- os delegados dos estudantes nas comissões e conselhos de curso

- todos os estudantes interessados em debater a situação e o futuro da Universidade do Minho.

Avanço, neste enquadramento, com o pedido de encaminhar esta minha mensagem aos delegados de turma de cada ano e de, na medida do possível, fazê-la chegar a todos os alunos do curso que dirige.

O encontro, onde estarei presente eu próprio, o Prof. Pedro Oliveira e outros membros da minha equipa reitoral, realiza-se no próximo dia 11, quinta-feira, às 15 horas, no anfiteatro 2102 - Complexo Pedagógico 2, no Campus de Gualtar.

Agradeço antecipadamente a atenção dispensada.

O Candidato à Reitoria da Universidade do Minho
Moisés de Lemos Martins

 
At 08/05/06, 11:08, Anonymous Anónimo said...

Dois debates sobre o mesmo tema?

PROCESSO DE BOLONHA/APRENDIZAGEM ACTIVA

DEBATE ACADÉMICO

No âmbito dos exercícios piloto para Implementação de Metodologias de Ensino/Aprendizagem de acordo com o Processo de Bolonha, financiados pelo programa para a Qualidade, será feita uma apresentação seguida de debate, que terá lugar no dia 8 de Maio pelas 14:00h, no Anfiteatro B2 do Complexo Pedagógico II, conforme programa em anexo e para o qual está convidada toda
a Academia.

Com os melhores cumprimentos,
Gabinete de Avaliação e Qualidade do Ensino (GAQE)

 
At 08/05/06, 11:59, Anonymous Anónimo said...

qual é a politica de censura desta candidatura? não tive tempo de ler os comentários...

 
At 08/05/06, 11:59, Anonymous Anónimo said...

não é censura...é ?controle de informação?

 
At 08/05/06, 12:00, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 08/05/06, 12:22, Anonymous Anónimo said...

tu é que vais ser controlado.

 
At 08/05/06, 15:11, Anonymous Anónimo said...

qual controle?

 
At 08/05/06, 18:08, Anonymous Anónimo said...

caros colegas

nem a UM-Net teve tanta censura.
Por acaso li alguns dos comentários e não vi nada de novo nem nada de estranho. só não vi os ultimos

prof. moiseis não entento as sua censura nem a do reitor.

um dos muitos colegas preocupados

 
At 09/05/06, 11:09, Anonymous Anónimo said...

"E o GEIRA? quase meio milhão de contos? onde estão? o que sobrou deste projecto?"

Sobrou, entre outras coisas, o melhor software de gestão de bibliotecas totalmente produzido em Portugal. De grande sucesso a nível nacional e já com instalações no estranjeiro. É de estranhar é que, apesar de não ter custos de licenciamento para a U.M., tenha sido substituído este ano em duas bibliotecas desta Universidade por um software, este sim estranjeiro, com menos funcionalidades e com custos bem mais elevados (além de serem divisas que saiem do país). Mas não faz mal, o que é preciso é manter o status que, devido ao seu elevado custo de manutenção dá (só grandes instituições é que podem suportar estes custos). Existe ainda uma outra questão: esse dinheiro não saiu do orçamento da Universidade. Ao contrário dos lamentos de quem se queixa que lhes retiram financiamento, este foi financiamento que pessoas competentes conseguiram canalizar para cá (em vez de se auto-flagelarem).

PS: se quiserem mais é só dizer porque este não foi o único fruto bem sucedido do Geira. Quem não quer ver não vê...

 
At 09/05/06, 21:15, Anonymous Anónimo said...

Claro que não foi só esse o fruto do Geira.
Só pode critiar o Geira desta forma quem ignora o que foi o Geira.
O Geira não era um projecto da UM para a UM. Foi um projecto da UM e da UTAD para a regiões do Minho e Trás-os-Montes. Investigue-e e veja-se o que ficou.
Veja-se o que se passou com os Museus, com os Parques Naturais, com as Bibliotecas. Veja-se o que aconteceu com as Juntas de Freguesias de Vila Real. Aliás um dos elementos mais dinamizador do Geira é hoje um ilustre elemento da conhecida comissão dos Campus Virtual.
Mas o que também ficou, e parece que ainda hoje existe, foi uma grande dose de inveja. Porque houve quem fosse capaz de conceber um projecto que mereceu os pareceres favoráveis de FCCN, FCT, RCCN e Governo.

«eu amo o longe e a miragem ...»

«Corre nas vossas veias sangue velho dos avós ...»

Mas pode-se hoje perguntar que é feito dos 1,5 milhões de euros que a UM recebeu do Governo para o Campus Virtual.
O que é feito do famoso E-learning?
Onde está o Serviço de Directoria?
Em que ponto está o projecto de Socialização?
Para quando um serviço de Correio Electrónico adequado para toda a UM?
Onde estão mais e melhores laboratórios de informática para os alunos?

É melhor ficarmos por aqui porque o saldo entre o Presente e o Passado é muito triste... de mais para ser verdade.

«eu amo o longe e a miragem ...»

 
At 09/05/06, 21:23, Anonymous Anónimo said...

Fizeram-se portais, muitos portais ...
O primeiro dava pelo nome de «O meu perfil».
Lembram-se?
Foi a grande e única obra de um Pro-Reitor que vai ficar celebre na UM.

 
At 09/05/06, 21:46, Anonymous Anónimo said...

O que é o GEIRA? na universidade não existe nada com este nome?

 

Enviar um comentário

<< Home