2.5.06

Guimarães Rodrigues formaliza candidatura

António Guimarães Rodrigues anunciou hoje ter entregue a sua candidatura a Reitor da Universidade do Minho.
Informou igualmente a comunidade que foi criado um site na Internet "onde será colocada toda a informação sobre a candidatura".

A minha candidatura saúda, naturalmente, esta decisão e manifesta, desde já, toda a abertura para um ou mais debates sobre as ideias que nos separam ou que nos aproximam, na convicção de que é dessa discussão que a Universidade de futuro que todos queremos poderá sair mais esclarecida e reforçada.

27 Comments:

At 02/05/06, 17:09, Anonymous Anónimo said...

Acabamos de saber que o Vice-Presidente da Assembleia da Universidade, que assumiu a presidência da Comissão Eleitoral, por impedimento do Presidente, é também candidato a Vice-reitor.
Será que não ocorreu ao magnífico candidato ?decidir? que as mesmas razões pelas quais está impedido, também se aplicam ao agora Presidente da Comissão Eleitoral?!
E que em qualquer Universidade se tem por adquirido que os elementos da Comissão Eleitoral não podem ser candidatos, mandatários ou subscritores de candidaturas!

 
At 02/05/06, 18:07, Anonymous Anónimo said...

É com grande interesse que vejo agora surgir esta, esperada, nova candidatura do Prof. Doutor Guimarães Rodrigues. Mantenho o mesmo interesse e a espectativa que nas ultimas eleições para a o lugar de reitor. Desta feita espero que todos os candidatos tenham a consideração de abrir o debate e de ouvir todos aqueles que fazem parte da academia e não apenas os que votam.
A bem da democracia universitária (por favor não entendam isto como o cacique que é prática desta casa) que aqueles que têm lugar na assembleia por eleição não assumam posições de apoio sem que primeiro oscultem aqueles que os elegeram.
Já agora espero que este ano não hajam tomadas de posse de direcções de escola de manhã para irem votar de tarde na assembleia.
Cumprimentos

 
At 02/05/06, 18:32, Anonymous Anónimo said...

os candidatos não deveriam pertencer à assembleia da universidade porque desta forma distorcem os resultados nem mesmo os subscritores deveriam pertencer à assembleia é uma democracia ?distorcida? e deveriam concorrer os meus colegas associados e auxiliares

 
At 02/05/06, 19:22, Anonymous Anónimo said...

Acabei de ler o "manifesto eleitoral" do Prof. Guimarães Rodrigues e confesso-me desiludido. Aliás desiludido como durante os longos e infindáveis quatro anos a que agora se põe termo.
Considero um manifesto pobre! Um manifesto que me faz lembrar qualquer manifesto eleitoral para uma Junta de Freguesia! Um manifesto tão intensamente probre que condiz com o seu proprietário.
Assim temos que:

"Esta candidatura ...
Esta candidatura ...
Esta candidatura ..."

E logo a seguir:
"Pretende manter ...
Pretende que ...
Esta candidatura propõe-se,...
Esta candidatura manterá ...
Esta candidatura mantém ..."

e:
É objectivo desta candidatura ...
A candidatura assume ..."

e ... quase sempre do mesmo jeito se queda pela falta de isenção, de transparência, ombridade e carácter que devia ser seguida por um general verdadeiramente capaz dirigir as suas tropas sem que nelas permitisse haver qualquer tipo de conflitualidades. Que respeite para respeitar. Que não cumprimente devidamente para que ninguém pense o que dele tem pensado.
Em minha opinião, o Prof. Guimarães Rodrigues ainda vai a tempo de desistir!

Uma vez mais Professor Moisés um Bem-Haja! Boa campamha e como se diz nas plataformas sindicais ou partidárias A LUTA CONTINUA!

 
At 02/05/06, 20:24, Anonymous Anónimo said...

Estive a ler a lista dos apoiantes do Professor Guimarães e fiquei a perceber bem onde é para ele o lugar dos alunos desta Universidade: é no fim da lista. Como aluno não gostei nada de ver os meus colegas atirados para o final dessa lista. Ao menos aqui na lista do Professor Moisés Martins somos todos iguais em dignidade. Por tenho de perguntar aos meus colegas que vão votar e que fazem parte desta lista de apoiantes e do Professor Guimarães Rodrigues, sendo alguns deles da Associação de Estudantes, se por acaso foram mandatados para votar em algum candidato ou se não devem perguntar primeiro a quem os elegeu em qual dos candidatos a reitor devem votar. Como sócio da Associação não os mandatei para coisa nenhuma no que respeita a esta eleição. Espero que oiçam os alunos que representam antes de decidirem em quem devem votar. Isso é que era respeitarem-se a si mesmos.
Um aluno de LESI

 
At 02/05/06, 21:34, Anonymous Anónimo said...

quando não se critica o conteúdo critica a forma.

...e como se diz nas plataformas sindicais ou partidárias A LUTA CONTINUA em baixa psicológica!

um aluno de Psicologia

 
At 02/05/06, 21:46, Anonymous Anónimo said...

concordo inteiramente com o facto de as pessoas que elegemos terem de nos ouvir para saberem em quem vão votar. eu vou centenas de reuniões com os deputados que elegi para a assembleia da república para discutir e mudar as leis que os outros colegas propõem. mal viria ao mundo se assim não fosse porque senão não tinha votado neles. e também na CMG vou muitas vezes à assembleia municipal reivindicar todas as eleições e participações que são feitas sobre a actividade camarária. nos elegemos as pessoas mas elas não pode fazer tudo que lhes passa pela cabeça. A câmara de guimarães no ano de 2004 fez 35 referendos e a titulo de referencia escolheu todas as pessoas para administrar as suas empresas camarárias tendo em consideração dos resultados do referendo. E em guimarães não existem ?tachos?
Vamos lutar pelos nossos direitos todas as pessoas que estão na assembleia devem fazer referendos a todos as pessoas que as elegeram para saber agora o que devem fazer

Um aluno de LESI

 
At 02/05/06, 22:48, Anonymous Anónimo said...

Eheheheh! Se os alunos são votados aos últimos lugares, os funcionários onde estão? A não ser os acólitos do poder, não vi lá nenhum mais a apoiar!
Como eles se amam!!!!

 
At 02/05/06, 22:56, Anonymous Anónimo said...

Descubra as diferenças

Os deputados da Assembleia da Republica ou da Assembleia Municipal não elegem o Presidente da Republica, nem o Primeiro-Ministro, nem o Presidente da Câmara.
Quando há eleições para eleger estes deputados são feitas campanhas, apresentam-se projectos, conhecem os homens e as mulheres que os interpretam.
E a participação do povo é maioritária.

Na Universidade do Minho as eleições da Assembleia são feitas pela calada. Com a maior discrição possível. A tal ponto, que nem listas são apresentadas para não dar ?muito nas vistas?. Mas na hora da contagem está lá tudo. A meia dúzia que votou releva os seus laços e a enorme cumplicidade. Maridos votam nas esposas e vice-versa. Cunhados, tios, primos, mas também os ?padrinhos? votaram uns nos outros. Imagine-se o trabalho que isto deu. Os mails, as cartas os telefonemas que foram necessários ?
Pronto! E assim com poucas dezenas de votantes, num universo de milhares de eleitores, temos uma Assembleia pronta para eleger o supremo da Universidade.
Isto é que é democracia! Este é o verdadeiro exemplo para a ?Região do Conhecimento?. Esta é a verdadeira fonte inspiradora do ?Pacto de Desenvolvimento Regional?.

Se o trabalho dos 4 anos anteriores foi excelente, se o programa para os próximos 4 anos é brilhante, porquê tanta manipulação?
Tenham calma! A Assembleia estará rendida à evidência!
Que falta de confiança meus senhores!

 
At 02/05/06, 23:14, Anonymous J. Costa said...

Diz o artigo 2º da lei de autonomia das universidades o seguinte:

Democraticidade e participação
«As universidades devem garantir a liberdade de criação científica, cultural e tecnológica, assegurar a pluralidade e livre expressão de orientações e opiniões, promover a participação de todos os corpos universitários na vida académica comum e assegurar métodos de gestão democrática.»

 
At 02/05/06, 23:28, Anonymous Anónimo said...

Senhor Ministro do Ensino Superior pior que isto só a Federação Portuguesa de Futebol.
Perante o estado do País, perante as reformas que acontecem nas outras áreas, porquê tanta deferência com as universidades.
Ganhe coragem, faça alguma coisa pela ?saúde? do ensino superior.

 
At 02/05/06, 23:38, Anonymous Anónimo said...

Gostaria de perguntar se as eleições se processam da mesma forma em todas as universidades portugesas e porque é que a universidade do Porto tem mais participantes (230 como já vi referido neste blogue) do que a UMinho? Será que o conselho de reitores nada pode fazer para democratizar as eleições nas universidades? Não serão eles que deveriam fazer pressão juntos dos governantes?

 
At 03/05/06, 00:01, Anonymous j. cadima ribeiro said...

Caros(as),
Depois de ver a lista eleitoral do candidato A. Guimarães Rodrigues e a lista dos seus apoiantes confessos, fico ainda mais preocupado. A urgência da reorganização e renovação da UMinho fica mais patente - e também a da sua democratização.
Sai, por outro lado, vincada a minha convicção de que uma alternativa a este poder e a este autismo só pode vir de um colectivo alargado, que não vise o curto prazo e, muito menos, vaidades pessoais.
A essa luz, tenho alguma curiosidade em conhecer a equipa deste homem "só" que até agora tem sido o Prof. Moisés Martins, e espero que não me desaponte tanto quanto o candidato e seguidores a que me refiro na abertura deste texto.
Cumprimentos,

J. Cadima Ribeiro

 
At 03/05/06, 00:48, Anonymous Anónimo said...

Há uma personalidade da vida pública nacional que foi, há cerca de 10 anos atrás, Governador Civil de Braga, tendo sido considerado como um exemplo de tolerância, espírito democrático, de luta contra o racismo a xenofobia e a exclusão social. Essa mesma pessoa desempenhou um papel importante no lançamento do estado de direito em Timor-Leste.
Então não é que essa pessoa, ilustre docente da UM, aparece (tal como há 4 anos atrás) como Mandatária da candidatura do actual Reitor?
Será que tal personalidade não consegue vislumbrar a tão propalada censura, as perseguições, as ameaças, o autoritarismo que, segundo alguns, são o quotidiano do funcionamento da UM?
É estranho, não?

 
At 03/05/06, 01:23, Anonymous Anónimo said...

Ao consultar o link 'Quem elege o Reitor?', artigo 15º, g), verifica-se que o Administrador
faz parte da Assembleia. Mas este cargo foi eliminado por esta reitoria.
Quem substitui o Adminstrador? Será o Director das Finanças?

 
At 03/05/06, 01:57, Anonymous Anónimo said...

agora são dois de um o Director da Contabilidade mais o Director dos Recursos Humanos mas nunca... chegariam às suas barbas ?brancas?

 
At 03/05/06, 02:01, Anonymous Anónimo said...

prof Cadima, não é intuito deste espaço ser uma plataforma para acusações não fundamentadas e injuriosas. A candidatura do Prof Moisés criou a oportunidade para dar voz às pessoas, então vamos aproveitá-la de uma forma inteligente e educada. Estes abusos podem prejudicar mais do que ajudam, e em nada dignificam a universidade.

 
At 03/05/06, 08:05, Anonymous j. cadima ribeiro said...

Caro(a),
Presumi ser a minha mensagem fundamentada e não injuriosa (ela retoma outras que produzi e recolhe de dados aqui profusamente expostos). Aliás, seria capaz de fundamentar com pormenores riquissimos de detalhe todos os comentários/afirmações que produzi.
Note-se que tenho grande consideração pessoal por alguns a que me refiro, neles incluindo, seguramente, os Profs. Moisés Martins, Sérgio Machado dos Santos e Luis Gonçalves. Mas há momentos em que a consideração pessoal tem que ceder perante outros valores.
Sendo espaço de discussão, procurei dar um pequeno contributo. Como não quero ser mal interpretado, fico por aqui.
Cumprimentos,

J. Cadima Ribeiro

 
At 03/05/06, 11:06, Anonymous J. Costa said...

Não concordo com o comentário anterior ao do Prof Cadima (02:01) Não vejo nos comentários deste professor «acusações não fundamentadas e injuriosas». Pelo contário, e admiro o facto do Prof assinar os seus comentários, dando maior credibilidade ao que diz. É pena que esse anónimo tenha usado palavras de outra pessoa para o resto do seu texto.

 
At 03/05/06, 14:23, Anonymous Anónimo said...

Dedico este meu pensamento a todos os pobre de espirito que se dao ao trabalho de escrever baboseiras neste blog em vez de trabalhar e ai sim fazer desta universidade algo de que nos possamos orgulhar.

E triste ver como tao nobres elementos desta academia desperdiçam o seu tempo em ataques infundados e a falta de nivel com que o fazem...meus senhores vamos discutir o futuro desta universidade com classe!
Gostaria de ver escrito e discutido o que concretamente tem o Prof. Moises para nos oferecer ...
1- Universidade aberta a noite!? Isso e uma piada! So se for para as moscas fazerem raves!
2-Um reitor que se passeia pelo campus em conversas enquanto um desgracado de um administrador se entrem com a gestao da universidade!?!? Muito funcional...
3- Festas, eventos, campus abertos, RUM e utilizacao de anfiteatros!?!?

... e a isto se resumem as propostas do candidato ... um bocado pouco nao acham!?!

Ja agora e depois de tanta discussao em torno do assunto espero que nao seja aplicada censura a este meu pensamento! A ver vamos se a liberdade de expressao existe!

A Pantera Cor de Rosa

 
At 03/05/06, 20:00, Anonymous Anónimo said...

Que chatice! Parece que a liberdade de expressão existe. Mesmo para quem exprime a sua opinião de forma cordata, embora sem ser capaz de contra-argumentar.

 
At 03/05/06, 21:10, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 03/05/06, 21:34, Anonymous o. silva said...

Esse é problema deste Reitor: lida mal com a pluralidade de ideias.
Quando alguém pensa de uma forma diferente da sua é considerado e tratado como «corsário».

 
At 03/05/06, 21:43, Anonymous Anónimo said...

A pantera cor de rosa não terá, infelizmente, a possibilidade de tecer palpites ao outro candidato.Aproveite, já que na outra banda a musica que se toca é bem diferente.

 
At 03/05/06, 22:21, Anonymous Anónimo said...

A "Pantera cor-de-rosa" não veio dar uma espreitadela ao Blog do candidato a Reitor, o candidato que vai fazer história (pela positiva) na nossa academia. Veio, isso sim espiar -mais uma às quais nós já nos habituamos- Seja como fôr, a menina entretenha-se! Esteja à vontade! Quer brindar à pluralidade de ideias? apesar dos massacres psicológicos que temos vindo a sofrer. Quanto ao perder tempo sua desajeitada você escreveu às 14:23, portanto hora em que deveria estar a trabalhar.

 
At 04/05/06, 01:06, Anonymous Anónimo said...

Não teremos dúvidas que será uma excelente equipa, com a competência necessária e demostrada ao desafio que esta universidade merece, com principios, coragem, capaz de enfrentar a difícil situação em que se encontra a UM.

Uma vez mais Professor Moisés um Bem-Haja! Boa campanha e como se diz nas plataformas sindicais ou partidárias A LUTA CONTINUA!

 
At 04/05/06, 01:07, Anonymous Anónimo said...

Claro que não teremos dúvidas que será uma excelente equipa, competente, corajosa, capaz de enfrentar a difícil situação em que se encontra a UM. Boa sorte!

 

Enviar um comentário

<< Home